Luigi Nero é uma pequena homenagem às mais chatas contactantes do Inov Contacto 10: as duas Martas (que vão para bem longe, Moçambique e Austrália) e a Ana (que vai para a Roménia). Foram elas que começaram a chamar-me Luigi Nero.

.posts recentes

. Onde estive nos últimos f...

. Simpsons à italiana!

. Dulce Pontes na Piazza de...

. Matera e Apúlia (2)

. Matera e Apúlia (1)

. Luigi Nero como Luis Prie...

. No metro!

. O outro Luigi Nero!

. Eu e Colin Edwards!

. Costa Amalfitana e Capri!

.arquivos

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2007

Finalmente, um quarto só para mim!

Este post diz respeito ao dia 3 de Fevereiro.

As minhas colegas de quarto levantam-se cedo. Talvez por volta das 6. Não há problema. Continuo a dormir. Por volta das 10, entra a mulher da limpeza pelo quarto mas quando me vê, sai logo. Passado meia-hora regressa. Inicia a limpeza da casa-de-banho. Sem problemas. Acaba e vem-me dizer qualquer coisa em italiano. Eu digo que vou tomar banho em inglês, nem sei se entende. Tomado banho e já vestido, regresso para arrumar as minhas coisas, pois tenho que trocar de quarto. A mulher da limpeza, ainda no quarto, fala ao telemóvel. Deve ser russa ou qualquer coisa assim. Acabada a sua conversa, vai à casa de banho e começa a refilar comigo. Chama-me e fala qualquer coisa sobre o chuveiro. Diz que tem que ser limpo. Eu já tinha feito isso, disse-lhe que não faço milagres. Se não tenho um pano, como faço? (digo em português). Meio irritado, lá faço um esforço. A porcaria do chuveiro é fixo na parede e sou obrigado a fazer pontaria, rodando-o. Lá consigo melhorar o trabalho. Até aqui, uma mulher de limpeza manda em mim. Pego nas minhas coisas e a dita senhora diz qualquer. Digo-lhe em inglês e em gestos que tenho que trocar de quarto. Refila mais uma vez, pois não trocou a fronha da almofada e a cobertura do edredão. Que se lixe. Trabalha. E fina, não?

Às 13, tenho visita ao quarto perto da Termini. À hora lá estava com a dona de casa. Não fala inglês. Mas lá percebo a maioria das coisas que diz. Um italiano simpático que vive na casa (e que fala inglês!!!) traduz algumas coisas. Sou obrigado a tomar uma decisão rápida. Ok, fico com o quarto. Como é com o pagamento? Explico que não tenho o dinheiro de 2 meses que é exigido. Ela compreende. Pergunta quanto posso dar. Digo-lhe 200 euros. Certo, para o próximo fim-de-semana dou o resto. Simpática, diz que é para os rapazes como uma “mama”.

Saio com ela para ir levantar o dinheiro. No carro dela (um smart fortwo), preencho a papelada de legalização. Vamos depois à Termini. Pára o carro e vou ao bancomat. Tento levantar dinheiro, não consigo. Vou a outra máquina, não consigo novamente. Boa. As coisas estão a correr bem. Volto ao carro e tento explicar que não consegui levantar o dinheiro e que tenho que ir à pousada (num meio italiano, inglês, linguagem gestual, lá nos entendemos). Vou a correr, pego noutro cartão, vou ao bancomat e sorte, sai dinheiro vivo. Finalmente. Negócio fechado, fico com a chave e posso mudar hoje.

Na pousada, digo que quero cancelar as 4 noites já marcadas. O italiano (Luca) diz-me que talvez não me possa devolver todo o dinheiro. Ok, não há problema. Diz-me para voltar um pouco mais tarde. Quando regresso, só esta o Sam (um inglês de Manchester). Digo que vou sair e entrega-me todo o dinheiro. Verifica que a minha reserva foi cancelada e que as noites já foram “vendidas”. Pressinto que vai dar problema com o Luca (que é chato para caraças, gozão e que tem a mania que tem piada). Mas fico calado.

Saio para ir ao Ikea (por volta das 18). Apanho o metro linha A e saio em Anagnina. Pergunto pelo Ikea e dizem-me para apanhar o 046. Certo. Fico na paragem. Espero. Nunca mais aparece. Começa a ficar tarde e tinha combinado estar na casa do Rui às 20 para jantar. Começo a caminhar para estação do metro e olho para trás. Vejo um 046. Marcha-atrás. Entro e o motorista sai. :))) Boa. Fico à espera. Niente. Não aparece outro e está a ficar já muito tarde. Vou para o metro. Em Termini, vou a uma loja de coisas para casa (upim). Compro uma almofada, uma fronha e apenas um lençol (para testar as dimensões). De regresso à nova casa, faço a cama. O lençol é o debaixo e tem um elástico de encaixe. Volto à loja. Não encontro o tamanho para o de cima e os edredons que encontro são feios. Não compro. Vou jantar.

Como massa feita pelo Rui e aprendo uma nova palavra “estrugido” que em português corrente é refogado.

À noite, vou a um concerto na Igreja de Santo António dos Portugueses. Quase que adormeço. Sabe bem relaxar com estas belas melodias.

De regresso à pousada para me despedir do Brasuca, encontro o Luca. Este pergunta ao Sam quanto me deu. Ele diz que tudo e o Luca virasse para mim e diz-me “então? Não foi o combinado!”. Digo-lhe que pensei que ele tivesse falado com o Sam e que se tiver que devolver parte do dinheiro, não há problema. Que faço a coisa correcta. Resultado? Como a minha reserva foi vendida, não foi preciso. Ufa! Finalmente, foi simpático. O dinheiro faz-me falta.

Vou para a nova casa. Visto o pijama, o fato treino e ponho por cima de mim, a canadiana (um casacão, claro). Durmo.
publicado por luiginero às 23:27
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De JM a 15 de Fevereiro de 2007 às 12:46
Caro Luigi
Questo fine-settimana vai al mercatino di Trastevere - li troverai tutto per la casa e anche piú ;) mas não vás sozinho! Leva o teu amigo Português ou alguém que fale bem o Italiano.
As upim têm imensa coisa mas é tudo caríssimo!!! Quanto aos edredões, experimenta fazer um périplo pelos hipermercados! Encontras coisas fantásticas!!!
In boca al Lupo!
Transporte públicos em Itália...Sempre, sempre in ritardo... e nunca te esqueças - non si puoi diventare Italiano... Aproveita a maré do Dolce Fare Niente! ;)
De Mata-Hari a 15 de Fevereiro de 2007 às 19:03
Não sabias o que era estrugido?! Tu não és do Norte, carago!

Cuidado com as "mamas" nunca mais te vai largar!! Beijinhos e continua a divertir-te seu stronzo!
De pimbaempemba a 20 de Fevereiro de 2007 às 09:22
ciao tesoro!

ja vi que estás definitivamente em Itália. transportes publicos, atrasos sucessivos, coisas que nao acontecem, dificuldade em nos fazermos entender... ahahah... la dolce vita italiana!
habitua-te pois os proximos 9 meses vao ser sempre assim!
bacini mile!
marta

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds