Luigi Nero é uma pequena homenagem às mais chatas contactantes do Inov Contacto 10: as duas Martas (que vão para bem longe, Moçambique e Austrália) e a Ana (que vai para a Roménia). Foram elas que começaram a chamar-me Luigi Nero.

.posts recentes

. Onde estive nos últimos f...

. Simpsons à italiana!

. Dulce Pontes na Piazza de...

. Matera e Apúlia (2)

. Matera e Apúlia (1)

. Luigi Nero como Luis Prie...

. No metro!

. O outro Luigi Nero!

. Eu e Colin Edwards!

. Costa Amalfitana e Capri!

.arquivos

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Sábado, 10 de Fevereiro de 2007

Comecei o estágio!

Este post diz respeito ao dia 29 de Janeiro.

Comecei o estágio. Fui para lá por volta das 9.30. O metro, já me tinham dito, é uma autêntica confusão. O brasuca diz que é de 3º mundo e é um pouco verdade. As instalações são velhas e sujas e alguns comboios são do tempo da guerra coloridos com a arte moderna do graffiti. Se tiverem sorte, conseguem apanhar um modelo mais moderno (de 2004), mas o problema é que vêm apinhados. Tive que esperar pelo 3° para conseguir entrar à vontade. Os dois primeiros iam cheios, mas parece que cabia sempre mais alguém.

Fui de fatinho e gravata já preparados no porta-fatos. Chego e pergunto pelo responsável de estágio, sr. Gilberto Paloni. Aparece um italiano super-simpático, mas que não fala muito inglês. Logo a seguir, entra nos escritórios o administrador português, Sr. Américo de Sousa. Fiquei aliviado. Muito simpático, levou-me para o gabinete dele e estivémos a falar um pouco. Disse-me para o tratar por tu e que me devia preocupar primeiro com o quarto e depois com estágio. Foi depois comigo comprar um “sim-card” mas por azar uma loja não tinha sistema e a outra estava fechada (algumas lojas estão abertas ao sábado de manhã e encerram às 2as de manhã). Ele seguiu para tratar assuntos no banco e eu para um pouco de turismo. Andei perdido entre a Via del Corso, Fontani di Trevi, Piazza Navona e Campo di Fiori. No meio disto, andei à procura de sitio para comer um pequeno lanche matinal. Onde fui parar sem querer? Num café na Via dei Portoghesi. Estava eu bebendo um caffelatte e comendo um brioche (um croissant, que fique bem claro) e reparei numa pintura que dizia “portoghese” ou qualquer coisa assim. Ou seja, vim parar por acaso da Fortuna, à Via dei Portoghesi e ao café Portughese. Satisfeito com o pequeno lanche, encontrei a Igreja de Santo António dos Portugueses e entrei (aqueles que cá vierem vão descobrir que Roma nos torna mais católicos praticantes pois vamos entrando em todas as igrejas, nem que seja só para descansar um pouco). Um aspecto positivo: têm já programados diversos concertos para Fevereiro (muito porreiro). Verifiquei também que tem um missa dominical às 17. Sou capaz de dar um pulo só para ouvir a bela Língua de Camões.

Decidi almoçar em condições. Entrei num pequeno restaurante. Pedi frango assado (uma perna), água, um fatia de bolo de chocolate (que saudades de um belo bolo de chocolate) e um café. Imaginam a conta? 18 euros e 70 cêntimos de gorjeta. Saiu caro.

Fui à loja da Vodafone. Uma fila de 10 pessoas já estava formada antes da hora de abertura. Esperei pela minha vez. Uma italiana atendeu-me. A 1ª coisa que perguntei foi “speak english?”, a que ela respondeu com um “assim assim”. Disse-lhe num inglês meio italiano “sim-card ricaricabili”. Entendeu. Fomos para uma pequena secretária, pediu-me um documento de identificação e começou a inserir uns dados. Quando chegou à fase do tarifário (por ignorância minha ou falta de preparação – já tinha ido ao site da Vodafone Itália mas capiche pouco), impingiu-me um tarifário que segundo percebi paga-se para receber chamadas. Perguntei “não há mais?”. Perguntei a uns e dizem-me que não se paga, outros dizem que sim, sei lá. Tenho que trocar esta treta.

Voltei ao escritório e estive a ver anuncios na net. Regressei à pousada. O rapaz de Hong-Kong ofereceu-me um jantar num restaurante chinês (comi Dim Sum, para quem não sabe, é a comida típica do Sul da China).

E assim se passou.
publicado por luiginero às 11:14
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds