Luigi Nero é uma pequena homenagem às mais chatas contactantes do Inov Contacto 10: as duas Martas (que vão para bem longe, Moçambique e Austrália) e a Ana (que vai para a Roménia). Foram elas que começaram a chamar-me Luigi Nero.

.posts recentes

. Onde estive nos últimos f...

. Simpsons à italiana!

. Dulce Pontes na Piazza de...

. Matera e Apúlia (2)

. Matera e Apúlia (1)

. Luigi Nero como Luis Prie...

. No metro!

. O outro Luigi Nero!

. Eu e Colin Edwards!

. Costa Amalfitana e Capri!

.arquivos

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Quinta-feira, 8 de Fevereiro de 2007

Já cá estou

Este post diz respeito ao dia 28 de Janeiro.
Vou tentar colocar nos próximos dias os restantes dias.

Cá estou em Roma. Faltam precisamente 9 meses para regressar. E dificil entender mas estou na fase de contar os dias que faltam para regressar. Nao sei se passarei para a outra fase: contar os dias que faltam para ir “ja embora”.

Estou numa pousada simpática. Numa camarata de 4 pessoas. Na 1ª noite estive com dois irmãos coreanos (uma rapariga e um rapaz) e um rapaz de Hong-Kong. Simpáticos. Deu para tirar alguma ferrugem ao inglês. Os coreanos foram embora e ontem, pernoitaram aqui um rapariga da Argentina e uma brasileira. Com a argentina, falei um pouco (num misto de portonhol e inglês), anda num périplo pela Europa. Esteve em Barcelona, Paris, agora Roma, depois Florença, sei lá mais o quê. E bonitinha, loira, interessante. Com a brasileira nao tive hipótese de falar. Falei com alguma amigas na recepção. Fiquei a saber que estavam a estudar em Salamanca (na área de comunicação) e que vão regressar ao Brasil.

Na recepção, conheci um brasileiro de nome José Elvis que trabalha na pousada. Super porreiro, filho de um português de Tondela que emigrou para o Brasil e depois para Israel. Ainda me ri bastante com os comentários que faz das raparigas (em português) e sobre um italiano que já está na pousada há uma série de dias. Este italiano é um personagem. Só fala italiano e diz o brasuca que anda atrás de todo o rabo feminino que mexe. Pede ao brasuca que traduza algumas coisas e chega a pedir inclusive a informação sobre o quarto de uma belga. O brasuca diz que dali ele não leva nada.

O que tenho feito para além disto? Ontem caminhei bastante. Fui pela Via Cavour até ao Monumento a Vittorio Emanuelle II, segui pela Via del Corso até à Piazza del Popolo, fui à procura da Via Romagnosi (rua do meu trabalho) e regressei pela Via del Babuino, Piazza di Spagna, Via Sistina, Via Barberini e depois Piazza della Republica.

Hoje, fiz uma caminhada mais pequena. Fui até San Geovanni Laterano, a 2ª igreja de Roma. Passei pela Piazza Vittorio Emanuele II. No regresso, passei pela Igreja de San Clemente.

Todos estes lugares já me eram familares. É impressionante como passado um ano ainda me recordo tão bem da cidade.
publicado por luiginero às 00:00
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds